Prefeitura Municipal de Sorriso
Avenida Porto Alegre nº 2525 - Centro
(66) 3545 4700
Horário de atendimento ao público: das 07:00 às 13:00
Menu
Sorriso digital

Prefeitura Municipal de Sorriso
Avenida Porto Alegre nº 2525 - Centro
Horário de atendimento ao público: das 07:00 às 13:00
(66) 3545 4700

Cidesa e Aprosoja cobram celeridade nos processos que envolvem a BR 163

Publicado em 13 de julho de 2022 às 10:49

A necessidade urgente da realização de serviços de manutenção e da duplicação da BR-163. Essa foi a pauta que debatida ontem (12) por integrantes do Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Econômico Social e Ambiental (Cidesa) Alto Teles Pires com o vice-presidente da Associação Brasileira de Produtores de Soja (Aprosoja) em Mato Grosso, Lucas Costa Beber.  Presidente do Cidesa, o prefeito de Sorriso, Ari Lafin, destacou que os 15 prefeitos já discutiram a situação da 163 e, que inclusive o Cidesa já se propôs a gerir a rodovia.

 “O Cidesa se propõe a assumir a responsabilidade sobre a BR-163; para isso, além da união entre os 15 municípios estamos trabalhando em parceira com entidades organizadas, produtores rurais e a iniciativa privada”, explica Ari. O prefeito frisa que partes do trecho em questão da 163 foram construídos ainda na década de 70 e outros nos anos 80 - 20 de outubro de 1.976 é a data da inauguração em terras mato-grossenses. Diariamente, passam pela rodovia 70 mil veículos, 70% deles são de carga, segundo dados da atual administradora da via.

O vice-presidente da Aprosoja, Lucas Costa Beber, destacou que todas as possibilidades precisam e devem ser discutidas. “Há a possibilidade de renovar a concessão e a 163 é essencial para a logística de todo o processo de escoação de alimentos; mas a discussão vai além disso, pois há a questão do desenvolvimento econômico e também social. Diariamente a gente acompanha acidentes com vítimas fatais na 163”, pontua Beber. “Essa é a rodovia com o maior fluxo do país, é preciso dar mais celeridade aos processos que envolvem a 163”, completa.

Quem também participou da reunião foi o diretor-geral da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Rafael Vitale, que detalhou que os investimentos na rodovia podem demorar até três anos para início, se observados os prazos previstos na decisão tomada pelo Governo Federal.

Para o prefeito Ari Lafin, esse é um longo prazo e a manutenção e duplicação da 163 requerem pressa. “Por isso precisamos discutir outras possibilidades”, frisa.

Reunião da ANTT com o governador

Além de discutir as questões da BR 163 com o Cidesa e Aprosoja, Rafael Vitale, também esteve em reunião com o governador Mauro Mendes e passou a mesma informação acerca dos prazos.  Segundo o Governo do Estado, Vitale relatou que o termo aditivo que autoriza nova licitação para a rodovia estabelece diversas obrigações para a Rota Oeste - a atual concessionária -, que devem ser cumpridas em até dois anos, e dentro deste prazo a licitação deverá ser realizada.

 Após a assinatura do contrato, a previsão é que a nova concessionária poderá levar até um ano para iniciar os investimentos. Portanto, a obra de duplicação só deve iniciar daqui a três anos.

Diante das informações, o governador Mauro Mendes demonstrou preocupação com esse prazo, tendo em vista os constantes acidentes e mortes ocorridas pela péssima condição da estrada.

“Muitos mato-grossenses e trabalhadores de outros estados têm perdido a vida nessa rodovia. São acidentes toda semana, sem contar os prejuízos para os produtores, transportadores e para a população que transita na BR-163. A concessionária cobra pedágio e não faz os investimentos. Já deveria ter concluído a duplicação e até agora sequer iniciou o trecho de Cuiabá a Sinop. Ninguém aguenta mais. Precisamos de uma solução urgente e não podemos esperar todos esses três anos”, pontuou.

Imagens
Texto: Decom com Governo do Estado
Fotos: Româlo Bessa

Home
Transparência
SIC
Ouvidoria
Nós usamos cookies
Eles são usados para aprimorar a sua experiência. Ao clicar em entendi ou continuar na página, você concorda com o uso de cookies.
Saber mais